APRESENTAÇÃO

 

O Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental – CBRA é um dos mais importantes Fórum Brasileiro de inovação tecnológica, atualização, debate e intercâmbio entre os diferentes segmentos ligados ao assunto.

 

Em sua quinta edição, pretende apresentar, debater e encaminhar propostas e soluções para os principais desafios que afetam o setor, focando na geração de renda com florestas ambientais e nas estratégias para ampliação da cobertura florestal. O evento será aberto para toda a sociedade, em especial para os profissionais (pesquisadores, extensionistas, professores, fiscais, entre outros), produtores rurais e florestais, entidades ambientalistas, secretários municipais de agricultura e meio ambiente, empresários ligados ao complexo florestal e todos os outros agentes de desenvolvimento e meio ambiente que atuam na área florestal e ambiental.

 

O participante terá oportunidade também de conhecer e apreciar a cidade de Vitória, capital do Espírito Santo, que é uma belíssima ilha, como também outros municípios da Grande Vitória que possuem excelentes infraestruturas e locais para visitação. Está localizada estrategicamente na Região Sudeste, próxima dos grandes centros urbanos do país. O Município apresenta ilhas, encostas, enseadas, manguezais e praias, elementos de grande recurso paisagístico.


Aguardamos vocês em Novembro!


Gilmar Gusmão Dadalto

Coordenador Geral do IV CBRA

 

 

 

JUSTIFICATIVA

 

A ocupação do solo no Brasil ocorreu, historicamente, de forma predatória, em relação aos seus recursos naturais, através do desmatamento indiscriminado das áreas e sem o planejamento correto do uso do solo o que trouxe uma série de conseqüências econômicas, sociais e ambientais como redução da cobertura florestal natural e da biodiversidade, degradação do solo agrícola, assoreamento e poluição de cursos d’água, maior vulnerabilidade à enchentes e secas, entre outras.

 

As florestas nativas brasileiras, que cobre mais de metade do território nacional, apesar de ser aparentemente elevada, está concentrada na Região Amazônica e sofrendo um processo de desmatamento. Os outros biomas, a exemplo da Mata Atlântica, possuem baixa cobertura florestal protegida, cerca de 10%, a maioria dispersa em pequenos fragmentos florestais.

 

Mesmo com toda a degradação afeta as florestas, muitas delas fragmentadas, os biomas brasileiros apresentam uma das maiores biodiversidades do mundo. Desta forma, é de extrema importância à conservação e a recuperação dos recursos florestais localizados em propriedades particulares como também em áreas protegidas pelo poder público. A reversão deste quadro de fragmentação é condição essencial para a manutenção e ampliação dos índices de biodiversidade.

 

As florestas ambientais possuem também um inestimável valor social e econômico na medida em que elevam o potencial turístico, reduz a erosão do solo e eleva a infiltração de água com  consequente aumento na recarga hídrica. É uma reserva estratégica de material genético e fonte de produtos para o setor farmacológico, cosméticos e de biopesticidas, além da possibilidade de uso de produtos comerciais como mel, flôr, resina, sementes, látex, castanhas, frutas, madeiras, palmito, dentre outros.

 

Em sua quinta edição, esse Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental pretende apresentar, debater e encaminhar propostas e soluções para diversos temas, focando na geração de renda ou uso econômico sustentável das florestas ambientais - “Finanças Florestais”.

 

Assim, pretende-se realizar esse evento com o objetivo de aprimorar, estimular e divulgar conhecimentos técnicos científicos, bem como promover o intercâmbio entre profissionais que trabalham nos diversos setores ligados ao tema como professores, pesquisadores, extensionistas, fiscais, ambientalistas, estudantes de graduação e pós-graduação, produtores rurais, empresários, agentes de desenvolvimento e todos envolvidos com a cadeia produtiva da restauração florestal na busca de soluções para os desafios existentes no setor.

 

 

 OBJETIVOS

 

- Ampliar e aprofundar o debate entre os diferentes segmentos ligados ao assunto sobre os principais desafios e alternativas de soluções para o desenvolvimento do setor;

 

- Conhecer as experiências de geração de renda com florestas ambientais;

 

- Conhecer os avanços tecnológicos e as experiências exitosas na implantação e conservação de florestas ambientais;

 

- Ampliar a Cobertura Florestal Natural.